Translate

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

A Fadinha dos dentes!

"Gonçalo (7 anos): Mãe, caiu-me um dente, finalmente!!! (o último caiu há mais de 6 meses). 
Escusas de vir com a conversa da "Fadinha dos Dentes". Eu sei perfeitamente que não existe!!!

Eu: Gonçalo, olha que existe, vamos colocar o dente dentro deste frasquinho fechado, para o Miguel não o fazer desaparecer. Verás que vais ter uma surpresa...

Gonçalo: Vou ficar acordado TODA a noite, só para te apanhar, para parares com isso!

Foi dormir e apercebo-me que não tenho em casa uma única moeda de jeito. Teria de arranjar uma desculpa assim que ele acordasse...
No dia seguinte, bem cedo, com o frasco na mão, vem ter comigo.

Gonçalo: Vês, mãe!!!!???

Eu: Gonçalo, acho que sei o que se passou... A fadinha não teve força para abrir o frasco e tirar de lá o dente!

Gonçalo: Pois! Mãe, foi tal e qual o que eu pensei, hoje deixamos aberto, ok?

(Ele, racional como é, bem se esforça, mas lá no fundo acredita... É tão bom ser criança... Desconfio que deixamos de o ser quando já não acreditamos em fadas...) <3
#love #fadas #fadinhadosdentes #étãobomsercriança

E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!
#eeuquesoqueriaumcasalinho #amaedosquatro"

Gonçalo (7 anos): Mãe, caiu-me um dente, finalmente!!! (o último caiu há mais de 6 meses). 
Escusas de vir com a conversa da "Fadinha dos Dentes". Eu sei perfeitamente que não existe!!!

Eu: Gonçalo, olha que existe, vamos colocar o dente dentro deste frasquinho fechado, para o Miguel não o fazer desaparecer. Verás que vais ter uma surpresa...

Gonçalo: Vou ficar acordado TODA a noite, só para te apanhar, para parares com isso!

Foi dormir e apercebo-me que não tenho em casa uma única moeda de jeito. Teria de arranjar uma desculpa assim que ele acordasse...
No dia seguinte, bem cedo, com o frasco na mão, vem ter comigo.

Gonçalo: Vês, mãe!!!!???

Eu: Gonçalo, acho que sei o que se passou... A fadinha não teve força para abrir o frasco e tirar de lá o dente!

Gonçalo: Pois! Mãe, foi tal e qual o que eu pensei, hoje deixamos aberto, ok?

(Ele, racional como é, bem se esforça, mas lá no fundo acredita... É tão bom ser criança... Desconfio que deixamos de o ser quando já não acreditamos em fadas...) <3
#love #fadas #fadinhadosdentes #étãobomsercriança

E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!
#eeuquesoqueriaumcasalinho #amaedosquatro

Manual de Sobrevivência em Grupos de Mães do Facebook

Queridas mães e futuras mães, resolvi criar o:
"Manual de Sobrevivência em Grupos de Mães do Facebook"!
É para que possam permanecer em alguns destes grupos "Hitlerianos" (MAS COM LISTA DE ESPERA) sem serem aniquiladas!
É um exercício arriscado, mas o que é que eu não faço por vocês?!
Ora aqui vão as regras de ouro:
1º Regra: NUNCA escrever "mamas" quando querem referir-se a "mamãs" (mesmo que tenham um teclado que não permita uma correta acentuação, têm de escrever "mamãs", nem que seja à mão...).
Não queiram ver o quanto "mamas" descompensa algumas mães, não queiram mesmo...
2ª Regra: NUNCA colocar "like" ou outro tipo de manifestação que prove que estão vivas e, mais grave do que isso, que têm opinião ...
(MAS, se alguma das mães "perfeitas" descobre que vocês andam por lá e não colocam "like" ou afins, principalmente no que elas publicam... ESTÃO TÃO FEITAS!);
3ª Regra: Se, ainda assim, quiserem armar-se em "Kamikazes" e perguntar alguma coisa, JAMAIS o façam relativamente aos assuntos que passo a enumerar (depois não digam que não vos avisei...):
- Amamentação e tudo o que ande por ali perto (ou longe);
- Leite de vaca e seus derivados;
- Tudo o que não seja preconizado pela OMS;
- Protectores solares para bebés ou crianças;
- Estudos da DECO;
- Dar água a bebés amamentados em exclusivo até aos 6 meses;
- Palmadas nas crianças;
- Bimby VS seja o que for que cozinhe ou mexa;
- TPC;
- Escolas públicas vs privadas;
- Açúcar (tudo o que tiver açúcar adicionado é assunto tabú);
- Qualquer outro tema em que mostrem uma opinião diferente da exposta (mesmo que tão ligeira que só algumas pessoas percebam tal facto...);
4ª Regra: NUNCA comentar seja o que for (esta protege-vos de todas as outras - É a REGRA MÃE!).
Se conseguirem respeitar estas singelas regras têm a oportunidade de usufruir dos nomes das melhores marcas de roupa de crianças, de tudo o que envolve a organização de eventos, alisamentos capilares, depilação definitiva, médicos (top, top, top) das mais variadas especialidades, fotos de borbulhas, rabos assados, fraldas sujas de cocó verde e outras coisas exclusivas às "membras" destes grupos (sim, erros ortográficos podem dar à fartazana, menos o "mamas" NÃO ESQUECER!).
Vale a pena, não vale?! (Por isso é que há lista de espera...).
Eu sou uma destas "membras", roam-se de inveja! #tomatoma
Mais alguma regra de ouro que queiram acrescentar?
"Helpem" as mães, vá... #estoutãofeita
E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Não passo de um mero peão na mão destes miúdos...


E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!
#eeuquesoqueriaumcasalinho #amaedosquatro

Filho do pai!!!

À mesa, enquanto jantamos.

Eu, com ar dengoso, sorrisinho palerma e um ridículo piscar de olhinhos digo: Pedro (marido), estás tão distante e pensativo. No que pensas, é em mim? 

Didi (10 anos): HAHAHAHAHAHAHAH A pensar em ti, HAHAHAHAHA Ó mãe, por favor!!! 

#sefossefazercocó #quemtemumDiditemtudo#saimesmoaopaizinho 

E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!
#eeuquesoqueriaumcasalinho #amaedosquatro#desvariodesvairado

terça-feira, 27 de setembro de 2016

As marmitas cá de casa!


Mais uma dica da Mãe dos Quatro!
O segredo é combinar os vários grupos alimentares. As variações são infinitas!
Envolvam os miúdos na organização das marmitas.
Imprimam e partilhem!
A Mãe dos Quatro!

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Vai ser bailarina...

E quando teclamos tão rápido no portátil que a nossa filha pensa que é uma música e desata a dançar?! 
#cromadamae #saimesmoaopaizinho 
E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!

domingo, 25 de setembro de 2016

Adoro brincar com carrinhos... e espetar garfos nos olhos!

E quando estamos sem a mínima das mínimas vontades de brincar com carrinhos, ao ponto de preferimos limpar a casa de cima a baixo, sujar tudo e limpar de novo ou ir ao dentista arrancar 3 dentes?! 
O que fazemos?! 
Vamos brincar na mesma... #amordemaeaquantoobrigas #boring
E eu que só queria um casalinho
A Mãe dos Quatro!

sábado, 24 de setembro de 2016

Enfim... Diz que é amor...

#quemtemumdestestemtudo

E euq ue só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!
#eeuquesoqueriaumcasalinho #amaedosquatro#desvariodesvairado

Sou uma brasa... ou não!

Aquele momento em que estou na fila do talho, com a menina ao colo e vejo um senhor de boca aberta, a olhar para mim...
Por centésimos de segundo ainda pensei que era por eu ser uma brasa, mas não...
Parece que eu estava abanar freneticamente o carro, embora tivesse a miúda ao colo...
#euapensarqueeramuitagira #janaosepodeserdementeempaz
E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

As princesas também dão traques?!

E quando a nossa filha se assusta de morte com o barulho descomunal dos próprios "puns", desatando a trepar pela nossas pernas, enquanto olha para trás com um ar petrificado e choro estridente?!
#dizqueéprincesa #eraoquemefaltava #afinalasprincessastambemdaobufas#pareciaamaequandoveumaosga
E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Diz que hoje é o Dia Internacional da Paz!


Para mim paz é sinónimo de maternidade.
Ser mãe é o que mais me concede paz e o que mais a rouba!
Hoje, coincidência ou não, será um dia de muita paz!
Feliz Dia Internacional da Paz para todos vós! <3
#love #paz #maternidade #amor #pazeamor

E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!
#eeuquesoqueriaumcasalinho #amaedosquatro

Uma Pomba Gira em mim!

Todos os dias ando no autocarro com vários adolescentes com "headphones" na tola.
Não, não vou falar do facto de estar na moda os "headphones" do nosso tempo, depois de andar todo um mundo de criativos e engenheiros e fofofó a tentar diminuir o tamanho da coisa e a colocar almofadinhas para não doer o buraco do ouvido e a melhorar a qualidade do som que sai por um micro altifalante e agora pimba, toda uma evolução deitada por terra… Não!
A música está sempre tão alta que a ouço na perfeição!
A minha pergunta é: “Como raio é que eles conseguem ficar imóveis a ouvir música?!”
Não mexem sequer uma unhaca!!!
Ficam ali… impávidos e serenos, com a música tão estupidamente alta que é menina para furar qualquer tímpano, até o mais musculado. Contudo, há uns que... ADORMECEM!!!
Eu dou por mim, sem querer, a abanar a anca ao de leve e eles... N.A.D.A.!
Será que não suportam aquele som mas é uma questão de “ah e tal tem de ser caso contrário as velhas metem conversa connosco e assim nem aqui ao lado querem sentar-se”?!
Resolvi pôr-me à prova!
Pensei: “Euzinha vou levar A MINHA MÚSICA!”.
Assim fiz, hoje muni-me do meu leitor, vai de enfiar os "phones" no buraco do ouvido (que eu nunca fui de modas) e lá fui eu… No autocarro, com os meus 4 filhos…
Só vos posso dizer que ainda ia na segunda música e já os miúdos gesticulavam para eu me acalmar (não faço a mínima se usaram da palavra porque não dava para os ouvir).
Eu fico possuída pela Pomba Gira! Só pode…
Eu esforcei-me, MESMO!
Dei por mim com tremeliques de tanto me conter, para não desatar a cantar com a mão em riste, a fingir que tinha um microfone e que estava no Coliseu, no meu primeiro concerto a solo, a cantar aos gritos, de olhos fechados e a abanar a cabeça!
Mas... até os dedinhos do pé mexiam, sem a minha autorização….
Não dá!
Para tentar abstrair-me e disfarçar, ia abanado a Clarinha e cantando para ela mas achei melhor parar quando começou a chorar…
Ainda fui perguntando aos miúdos, entusiasmadíssima, se queriam ouvir “porque esta é muita boa!!!”.
Eles reviraram os olhos, olharam de esguelha para todo o lado para ver se havia alguém que ainda não tivesse dado pela minha figura (fiquei com tanta pena deles que acabei por desistir).
Às tantas, chega àquela altura das baladas, em que a malta encosta às "boxes", por falta de par para dançar e aproveita para descansar um bocadinho.
Até fechei o olho, para sentir melhor a música… É exatamente aí que sinto um "phone" a ser-me brutalmente saqueado do buraco do ouvido e oiço o Didi:
“Vá pronto, deixa lá ouvir isso, já que é assim tão bom… Até tenho medo!!!”
E pimba, estive eu possuída pela Pomba Gira enquanto ouvia Lana Del Rey, Pixies, Foo Fighters, Faith No More, The Cure e agora, naquele preciso momento, estava eu a ouvir o quê?!?!
FAFÁ DE BELÉM!!!
Foi a galhofa total, acho que até a senhora de 94 anos, com 4 aparelhos auditivos e que ia colada ao banco da frente, por detrás do motorista, percebeu o que se passava… E gargalhou!
O que vale é que amanhã vou ter de andar outra vez no mesmo autocarro… e depois de amanhã também… e… por aí fora…
#noqueeumefuimeter #amanhavaiserbonito #musicasoemcasa
E eu que só queria um casalinho…
A Mãe dos Quatro!

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Chamo o INEM?!

Olhei para o telemóvel, que estava no silêncio, e vi 3 chamadas perdidas do meu rico filho mais velho.
Qualquer mãe ou pai sabe o que isto significa e os alarmes estridentes que aciona na sua mioleira.
Olho para o relógio e falta 1 minuto para o "mê" menino entrar na sala.
Ligo em completo stress e com o coração aos gritos.
Didi: Mãe!!! "Tou" farto de te ligar, apanha o autocarro!!!
Eu: Filho, o que foi amor, estás bem???
Didi: Ó mãe vai lá apanhar o autocarro, tenho de entrar na aula e não tenho borracha, ficou aí em casa!!!
E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Adoro visitas! Não sei é se elas me adoram a mim...

Soube que ia ter visitas.

Tenho um certo brio “profissional”, ou seja, a casa e os filhos são a minha ocupação principal (e secundária, mas enfim…) e gosto de mostrar que sou boa naquilo que faço! Aliás adoro, FAÇO QUESTÃO!!! Por isso, vai de fazer uma inspeção geral e dar “um jeitinho” à casa…

Conheço TODOS os locais estratégicos onde a “vida” dos meus filhos é mais notada e portanto ataco exatamente aí… 

Após ter eliminado qualquer vestígio da presença de crianças como as minhas em casa, dirijo-me aos quatro e digo: meninos, vêm cá visitar-nos, por isso, façam o favor de manter esta casa habitável pelo menos até eles chegarem, ok? Prometo que não vão arrepender-se… Obrigada!

Toca a campainha. Estava na sala e quando me dirijo à porta sou obrigada a passar por uma das casas de banho (a de serviço).

Sinto um cheiro inconfundível a autoclismo por puxar e percebo logo pela brisa que estou perante um presente GENEROSO.

Portanto, presente generoso de um lado e gente no portão, do outro….

Decido instintivamente ir abrir o portão e logo de seguida ir puxar o autoclismo (tinha cerca de 10 segundos até me entrarem em casa). Mas, quando entro na casa de banho o cenário era catastrófico!!! A sanita tinha sido premiada por inteiro e o chão foi alvo de um descuido. 

O culpado ainda tentou redimir-se e limpar o chão. Usou uns quadradinhos de papel higiénico que ficaram encharcados em descuido pelo chão da casa de banho...

Iria demorar a devolver o mínimo de dignidade àquele local... Ainda assim, em biquinhos dos pés, puxei o autoclismo mas… I.GU.A.L.!

Entretanto oiço-os a entrar. Fecho a porta e vou cumprimentá-los… Enquanto o fazia caiu-me a ficha!

Não só tinha a casa de banho mais imunda que se possa ter ideia, como iriam pensar que quem fez aquilo FUI EU, já que fui A ÚLTIMA que viram a sair do local…
COMO É QUE NÃO PENSEI NISSO???!!!

A partir daí, de pouco me lembro, fiquei o tempo todo a emanar “energia de bloqueio a qualquer vontade de ele ou ela irem à casa de banho” (e dos meus filhos também, porque assim que um abrisse a porta diria aos gritos: Ó MÃAAAAAAAAAAEEEEEEEEEEE, A CASA DE BANHO ESTÁ TODA SUJAAAAAAAAAAAAAAA!!!! (típico…).

Não ia valer a pena dizer que não fui eu, porque os quatro iam fazer questão de dizer que também não foram e eu era a principal suspeita.

Não ia valer a pena dizer que tinha de ir à casa de banho e limpar aquilo tudo sem saberem, porque tinha de me equipar com luvas, lixívia, esfregão, pano, esfregona, balde de água, máscara e, como tal, também não ia dar a melhor impressão.

Restava-me orar…

Não sei se foi da oração, se do meu ar lunático mas a visita foi de médico… 

Despedem-se e quando chegam à porta, prestes a descer as escadas, volto a mim de alívio, mesmo a tempo de ouvir: “Devia ir à casa de banho antes de me meter no carro…”. 

Entrei em coma novamente…

E eu que só queria um casalinho…

A Mãe dos Quatro!

sábado, 17 de setembro de 2016

Pila ou pipi?!

Fui comprar pão com a Clarinha ao colo. Ia toda espevitada, sorridente e coberta pelas suas vestes rosinha. Na fila para pagar:
Senhora: Ai que rico menino!!!
Eu: Obrigada!
Senhora: É tão lindo que parece uma menina, que riqueza!
Como se chama?
Eu: Joaquim!
(E segurar o riso??? Ufff Mas consegui!!!)
#sóamiméqueistoacontece #oquevaleéquetivetestemunhas
E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Dicionário Infantil não ilustrado

Os meus filhos, à semelhança de qualquer criança, têm um dicionário próprio, com um leque de palavras inventadas que eu dou por mim a ficar tristíssima por não existirem no dicionário dos adultos sisudos. 

São palavras brilhantes, cheias de nexo! Nexo esse que leva-me às lágrimas de tanto rir...).

E por aí??? Quais são as pérolas dos vossos filhos, sobrinhos, netos, alunos?

Vou elaborar o "Dicionário das Crianças dos Amigos da Mãe dos Quatro!"

Ora então, começo eu:

- Facar = esfaquear
- Emprestoso = pessoa que nunca empresta nada a ninguém
- Corpo do mano = corpo humano
- Ovo deste lado = ovo estrelado
- Faladura = muita conversa
- Voltitinhas = curvas
- Coçe = comichão
- Maquião = camião
- Panfufas = pantufas
- Parteleira = prateleira
- Fudete = foguete
- Proglema = problema
- Bigode = umbigo

Agora vocês! 1... 2... 3... go go go! :)

E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!
#tamojuntas #eeuquesoqueriaumcasalinho#amaedosquatro #desvariodesvairado

terça-feira, 13 de setembro de 2016

WC para que te quero...

Tenho fobia a casas de banho públicas!
Ah e tal quem não tem, perguntam vocês. Mas é que eu tenho MESMO fobiazinha da má! O que, para quem tem quatro filhos, não é coisa ligeira, nem fácil de gerir...
Para mim são casas de banho “púbicas”!
Antes de entrar naquilo já lhe sinto o cheiro e imagino uma milena de pipis, lolós, pombinhas, passarinhas, patarecas, piriquitas, marias papoilas, como queiram chamar à dita. São elas, os seus pêlos e as suas secreções, todas juntas no mesmo local…
Todo um vaginal passou por lá e a sua GRANDE maioria deixou um orgulhoso rasto de, enfim…
Vivo isto de tal forma que,se um dia ficar sem marido, claro que sentirei falta de todo um “mimimi” que possam mencionar, mas, o que vai escangalhar-me o coração, o que vai esfrangalhar-me os nervos, o que vai tirar-me a vontade de sair de casa, é...
...Ter de ir com os quaaaaaaatro ao wc “púbico”!
Pois, é que é SEMPRE o paizinho que vai com eles.
Por enquanto ainda "só" vão três, mas, NUNCA têm vontade de ir ao wc ao mesmo tempo.
Aquilo é tipo conta-gotas...
Mesmo que vão de arrasto, chegam lá e dizem que não conseguem fazer. Dez minutos depois e, numa outra casa de banho “púbica”, a vontade chega e é completamente inadiável!
E quando querem cocó?! Ui, aí a minha admiração pelo sr. meu marido cresce exponencialmente.
A única coisa que pede, enquanto estica o braço, com ar conformado e sem olhar para mim, é: “Toalhetes!".
E, lá vai ele…
(Até oiço musiquinhas de amor por cima de sua cabeça e coraçõezinhos rodopiam em sua volta).
Quanto a mim, espero sempre a milhas e jamais me esqueço de pedir que: "Lavem as maoziiiiiiiiiinhas!"
Ai meu homem que nunca me faltes!!! <3 <3 <3
E eu que só queria um casalinho…
A Mãe dos Quatro!
#quemteumumpaitemtudo